V I E N A

História

A situação geográfica, no centro da Europa, tem influênciado notavelmente na história de Viena. Na pré-história, entre os anos 80.000 e 10.000 a.C. se estabelecem os primeiros povoados desta zona que durante o neolítico se converteram num povo sedentário dedicado à agricultura e a criação de gado. Milênios depois, entre o VIII e IV a.C. ilirios(atuais albaneses) e celtas iniciam um importante comércio com o resto da Europa, assentando-se no vale do Danúbio. A palavra “Wien” (Viena) é derivada do celta “Vedunia”, que significa "rio na floresta”.

À época, o Rio Danúbio era considerado a fronteira setentrional do Império Romano, e a região uma encruzilhada de três grandes culturas européias (eslavas, germânicas e romanas).

No século primeiro DC, os romanos estabeleceram a sua 13ª Legião no local denominado “Vindobona”, que significa “vinho bom”, este posto avançado viria a ser o atual centro de Viena (restos do acampamento romano podem ser vistos na estação do metrô “Stephansplatz”).


Vindobona - Ruínas Romanas

Segundo historiadores, o imperador romano, Marco Aurélio, morreu em Vindobona no ano 180, posteriormente, o acampamento foi elevado à condição de município(212), permanecendo no poder dos romanos até o século quinto, quando há registros de um grande incêndio na cidade.

As sucessivas invasões nórdicas, contadas no famoso poema épico "A Saga dos Nibelungos", acabam com a supremacia do Império Romano, desaparecendo quase em sua totalidade a cultura latina. Durante estes anos a Áustria se converte num lugar de passo assolado pelas guerras, sem população estável.

No período entre os séculos 5 e 6 pouco se sabe sobre a cidade, contudo, foram encontradas moedas do período bizantino (330-1453) no 1º Distrito de Viena, indicando grande atividade comercial no local, mas a primeira menção documentada da cidade na idade média, data de 881, quando teria ocorrido uma batalha no local (Salzburg Anais).

No ano de 976, a parte austríaca da região denominada “Margraviate of Meissen” (atual Saxônia, Alemanha), foi doada à família Babenberg, que fixou residência a oeste de Viena. Por volta do ano 1200, foi construída uma muralha circundando a cidade, e no ano de 1278, Viena tornou-se capital do império Habsburgo, e assim permaneceu até 1918 (Carlos I – 1887/1924).

A Casa de Habsburgo (Hapsburg; também chamada a Casa da Áustria) foi uma das famílias mais importantes da História da Europa. A família teve origem no século XI e o nome deriva de Habichtsburg, o castelo do falcão, sua morada oficial, construído em 1020, na Suíça. Criou um processo de uniões dinásticas que lhe foi altamente favorável. A fórmula que nasceu diz: Bella gerant alii; tu, felix Austria, nube (“que outros guerreiem (enquanto) tu, feliz Áustria, concluis casamentos”). Conseguiram dominar a Europa como resultado dessa astuta política. O Sacro Império Romano-Germânico, Austria, Hungria, Boêmia, Nápoles, Sicília, Sardenha, Borgonha, Países Baixos, Espanha, Portugal e o imenso império espanhol e português na América pertenceram a essa dinastia.


Brasão de um imperador Habsburgo mostrando a variedade de seus territórios
English: Coats of arms of an emperor of the Holy Roman Empire.
Source: Wappenbuch von Johann Siebmacher, 1605

Entre 1529 e 1683 os turcos, que levam vários anos tentando ampliar seu território, estão a ponto de entrar em Viena, entretanto, a brilhante atuação do general Eduardo de Saboya consegue repelir o ataque. Uma das poucas coisas que os otomanos deixam em Viena é um saco de café que seria a origem dos formosos cafés tão típicos desta cidade. Uma vez vencidos os otomanos inicia-se o período barroco durante o que se constroem numerosos edifícios. Em geral a cultura e a arte sofrem um forte desenvolvimento e como característica fundamental destaca a profunda religiosidade que se reflete em todas as obras. Neste período têm lugar dois acontecimentos importantes: a Guerra dos Trinta anos de 1618 a 1648 e uma epidemia de peste em Viena que causou mais de 100.000 mortos em 1679.


"Vienna, from the "Spinnerin Kreutz"" Austria.
Original steel engraving drawn by W. H. Bartlett, engraved by J. C. Armytage. 1842

Em 1920, Viena foi aclamada pelo seu modelo de administração social-democrata, que proporcionou sensível melhoria na qualidade de vida dos seus cidadãos, destacando-se as melhorias realizadas na área urbanística.

Em 1933, o parlamento foi dissolvido e a constituição democrática foi suspensa, iniciando-se um período de governo fascista, em 1943, sofreu grandes bombardeios, e mais de 20% da cidade foi destruída.

Em 15 de maio de 1955 é assinado o Tratado do Estado Austríaco pelo qual as potências aliadas devolvem a soberania ao país e este, a cambio, ratifica sua neutralidade permanente.

Nas décadas de 50 e 60, Viena sofreu uma grande transformação urbana, com a demolição de prédios e a melhoria da malha viária, com especial atenção ao transporte público.


Some of Vienna's elegant modern metro stations are decorated with works of art.

Em que pese, nos últimos anos, as cidades de Praga e Budapeste registrarem aumento significativo no número de turistas, a cidade de Viena mantém a sua importância no cenário internacional, razão pela qual é sede de diversas organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e a Agência Internacional da Energia Atômica (AIEA).

A cidade é um importante centro de música erudita muitas vezes mencionada como a Cidade dos Músicos.

Foi o lar de ilustres compositores como Haydn, Mozart, Beethoven, Schubert, Brahms, Bruckner, Mahler e Joahann Strauss.

Turismo

Viena é considerada uma cidade elegante e charmosa, que não obstante os quase 2 milhões de habitantes, pode ser descoberta à pé, já que, com exceção dos palácios Schönbrunn e Belvedere, as principais atrações encontram-se localizadas no centro de Viena. A rua “Kärntner Strasse” é um local típico para conhecer-se, com os seus inúmeros cafés, lojas e cantores de rua.

À noite, pode-se ir aos Heurigens, que são pequenas tabernas localizadas em zonas verdes de Viena (sugestão: www.weingut-reinprecht.at), outra opção gastronômica são os restaurantes Heurigen, típicos vienenses (sugestão: www.bitzinger.at).


The Wiener Heuriger - typical Vienna wine restaurant with a warm buffet.

Outra boa opção para conhecer a cidade é passear de barco pelo Rio Danúbio, passeio que proporciona a vista das belíssimas paisagens da capital austríaca, que é mundialmente conhecida pelos seus parques, restaurantes, cafés e pela boa música.

O clima de Viena é moderado, no verão pode atingir 30 graus, e no inverno, chega a zero grau, para quem não gosta de frio, sugere-se conhecer a cidade no período entre junho e setembro.

Para conhecer:


Schönbrunn Austria. Original steel engraving drawn by A.
Rouargue, engraved by E. Rouargue. 1859. Hand-coloured. 16x11cm.

Palácio de Schönbrunn – Antiga residência de verão dos imperadores, com mais de 40 aposentos e maravilhosos jardins, testificam o esplendor da côrte austríaca, o palácio conta ainda com o zoológico mais antigo do mundo (www.schoenbrunn.at).


Schönbrunn

Palácio Imperial Hofburg – Complexo de prédios onde residiram a família imperial, Francisco José I (avô de Carlos I) e Elisabeth. Compõe o conjunto: o Museu Sisi (dedicado a Elisabeth), câmara da prata e do tesouro. O palácio localiza-se no centro de Viena (www.hofburg.wien.info).


Die Hoffburg in Wien Austria. Original steel engraving.
Bibliograph. Institut in Hidlburghausen. ca 1850. Hand-coloured. 14,5x9,5cm.


Vienna, Austria Picture (c) Linda Garrison
Hofburg Palace in Vienna, Austria

Palácio de Belvedere - O príncipe Eugénio de Sabóia (1663-1736), o mais brilhante génio militar do seu tempo, encomendou a Johann Lukas von Hildebrandt que desenhasse e construísse o palácio-jardim de Belvedere como sua residência de Verão, fora das muralhas da cidade.


Vienna, from the Garden of the Belvidere Austria.
Original steel engraving drawn by W. H. Bartlett, engraved by R. Wallis. 1842


Belvedere Wien

Catedral de St. Stephan – É um dos símbolos da cidade, sua construção combina os estilos gótico (corpo), românico (entrada) e barroco (interno), a igreja de mais de 100 metros de altura, conta com escadaria de 343 degraus, onde se pode subir e visualizar Viena, St. Stephan localiza-se no centro histórico da cidade (www.stephanskirche.at).


St Stephens, Vienna Austria.
Original steel engraving drawn by H. Bibby, engraved by A. H. Payne.
Hand-coloured. ca 1840. . 15x11cm.


St. Stephens - Details

Museu de Belas Artes (Kunsthistorishes Museum Wien) – Apresenta formidável coleção de artes do Império Austríaco, aberto em 1891, destaca-se a grande coleção de arte sacra, uma das maiores da Europa, o interior do prédio é magnífico (www.khm.at)


Kunsthistorisches Museum

Viena Museu Karlsplatz – Documenta a história da cidade: o acampamento romano de Vindobona, a época do ducado de Babenberg e o Império dos Habsburgos (www.wienmuseum.at).


©Bild: Wien Museum Karlsplatz
Ignaz Unterberger, Innenansicht der Wiener Loge "Zur Gekrönten Hoffnung", 1790.
Unbekannter Künstler (Ignaz Unterberger zugeschrieben). Öl auf Leinwand, Wien Museum Karlsplatz.


Wien Museum Karlsplatz

Museu Quartier Viena (Museumquartier Wien) – Trata-se de um dos 10 maiores complexos culturais do mundo, que reúne prédios barrocos, arquitetura moderna e instituições culturais variadas, incluindo o Museu de Arte Moderna Ludwig e Kuntshalle, que é um espaço cultural para amostras contemporâneas (www.mqw.at).


Museum Quartier, Wien, Austria


Museum Quartier, Wien, Austria

Nova Casa de Mozart (Mozarthauss Wien) – Local de exposição/museu de Mozart, decorado como na época do compositor (não se trata do mobiliário original). (www.mozarthausvienna.at)


Mozarthauss Wien


Vienna Stock Exchange


Vienna city hall (left) with Votivkirche (back) and parliament (right)

Rathaus, prefeitura de Viena. Em estilo neo-gótico, ela foi construída em 1872, e sua torre central tem mais de cem metros de altura. Freqüentemente no parque em frente ao prédio da prefeitura há uma feirinha de produtos e pratos típicos.


Rathaus

Localizada no distrito de Alsergrund, a igreja Votivkirche é uma das mais impressionates construções em estilo neo-gótico do mundo.


Votivkirche


Votivkirche Maximilianplatz Wien 1900

O edifício do parlamento, na “Ringstraße” de Viena, acolheu,
durante a sua história de mais de cem anos, várias entidades
parlamentares. No início, era a sede do “Reichsrat”, o parlamento
da metade austríaca da monarquia austro-húngara, para o qual
o edifício foi construído, nos anos de 1874 até 1884, segundo
projetos do arquiteto Theophil Hansen.O conceito arquitetônico de Hansen pretendia fazer lembrar a Grécia antiga como “berço da democracia”.


Parlamient

A Ópera do Estado de Viena (Staatsoper) - Construção clássica muito querida pelos vieneses, funciona durante 10 meses, proporcionando mais de 300 apresentações ao ano, vale a pena conhecer o seu interior, de mármore e sala de espetáculos em dourado.
Endereço: I, Opernring 2
metros U1, U2, U4: estación Karlsplatz
tanvías 1, 2, D, J: estación Opernring
tel.: +43 1-51444 2250


Staatsoper


Staatsoper 1955

Biblioteca Nacional (Österreichische Nationalbibliothek) – Apresenta o maior acervo barroco além do Vaticano, para os amantes da literatura esta é uma biblioteca dos sonhos, o hall de entrada de mármore e imponentes colunas destacam o local onde Mozart realizou concertos aos domingos pela manhã (www.onb.ac.at).


Österreichischen Nationalbibliothek

The Gloriette – Esplêndida construção, de 1775, atualmente café Gloriette, o local oferece uma vista panôramica de viena, onde aos domingos, pelas manhãs, pode-se ouvir clássicos do jazz.
Endereço: 13., Schönbrunner Schlossstraße
U4: Schönbrunn
U4, Tram 10, 58, 60: Hietzing


Vienna, from the Gloriette at Schönbrunn Austria.
Original steel engraving drawn by W. H. Bartlett, engraved by J. C. Armytage. 1842.
Hand-coloured. 18x11,5cm.


Gloriette in Concert for Europe 25 May 2007

Parque da Cidade de Viena (Stadtpark) – Um ótimo local para descansar e apreciar a natureza de Viena, conta com restaurantes baratos, onde se serve a famosa sopa “goulasch”, além da excelente cerveja. Há uma estátua de Johann Strauss, onde foi colocada uma webcam para que as pessoas nos países possam ver os seus amigos em Viena. No mês de julho/2008, apresentação às 20h15 do Concerto Strauss e Mozart. O parque municipal localiza-se entre as ruas “Am Heumarkt” e a “Schubertring”, travessa da “Johannesgasse”.


Stadtpark Wien


Stadtpark
Statue of Johann Strauss II

Innere Stadt - A "cidade interior" é o primeiro distrito municipal de Viena; é a cidade histórica, e, até à expansão da cidade em 1850, era aqui a cidade de Viena.

Tradicionalmente, a Innere Stadt era dividida em quatro bairros, designados segundo importantes portas das muralhas: Stubenviertel (Nordeste), Kärntner Viertel (Sueste), Widmerviertel (Sudoeste) e Schottenviertel (Noroeste).


The Graben, Innere Stadt, Vienna, Austria in February 2006

O Centro Internacional de Viena (CIV), coloquialmente conhecido também como Cidade da ONU em Viena, é o campus e complexo de edifícios que hospeda organizações das Nações Unidas em Viena, na Austria.


Centro Internacional de Viena


Modern Viena

Parque de Diversões Wurstelprater – Onde se pode passear numa das mais famosas roda-gigante do mundo, construída entre 1896/1897, é considerada uma das atrações turísticas mais visitadas de Viena (www.wienerrienrad.at)


Der Wurstelprater in Wien

Moeda: Euro
Fuso Horário: + 5
Embaixada Brasileira: AM Lugeck, 1/5/15-A 1010, Viena /Áustria
Fone (431)512.0631


Coat of arms of Vienna, Austria

Fontes:
http://www.austria.info/xxl/_site/br/home.html
www.frommers.com/destinations/vienna
www.experiencefestival.com/a/History_of_Vienna
www.ancientworlds.net/aw/Places/District/395186
http://www.netsaber.com.br/biografias
http://www.wien.info
http://www.voudemochila.com.br
http://www.aviagem.com.br
http://www.tripadivisor.com.
http://www.rumbo.com.br/guide/br/europa/austria/histo.htm

 



Amsterdam | Bahamas | Berlin | Délhi, Mumbai, Chennai and Bangalore | Destinos Românticos | Dubai | Fortaleza | Florianópolis | Jerusalem | I Ilha da Madeira | Londres | Los Angeles | Madrid | Mekong | Montreal | Moscou | Munique | New York | Nordeste | Paris | Rio de Janeiro | Salvador | São Petersburgo | Viena | Martinica