Fortaleza

Fortaleza tem praias longas como a sua noite. Começa no Mucuripe - ali mesmo onde os pescadores se lançam ao mar com os primeiros raios da manhã iluminando as antigas jangadas de pau piúba - e termina apenas na Iracema. Vai andando, andando pela natureza exuberante até a costa do poente, até a costa da nascente. Na Praia de Iracema, um dos primeiros núcleos urbanos da cidade está a Ponte dos Ingleses, o antigo atracadouro que hoje é usado para ver o pôr-do-sol e os golfinhos.

Fortaleza tem, dizem, 300 dias de sol por ano. Tem o malabarismo das mãos das rendeiras e seu balé dos bilros. Tem as areias coloridas, curiosamente trazidas da praia de Morro Branco. Tem carne-seca, tem lagosta servida na própria carcaça, tem cajuína, tem esquibunda.

A capital cearense, dona de uma história de quase 300 anos, tem tudo para receber o turista. Infra-estrutura completa, 3 mil horas de sol por ano e a brisa constante dão a exata dimensão deste paraíso.

Os bons restaurantes estão sempre perto, virando a esquina. Das ruas antigas do centro, com seus paralelepípedos brilhantes, até a costa sombreada por fileiras de coqueiros. Para caprichar, vale um pulinho no bairro da Varjota. O banquete na cidade começa cedo, com a tapioca quentinha, feita na hora. Depois vem moqueca, purê de abóbora, baião-de-dois, rapadura flambada e o caranguejo. Tente saborear o crustáceo numa barraquinha de praia sem sujar as mãos: é uma arte que só cearense da gema conhece. Fácil para quem pratica todas as quintas-feiras, o dia "mundial" do caranguejo.

No fim da tarde, uma boa cachaça da terra, purinha ou misturada em um coquetel, daqueles que a gente nem pergunta do que é feito pra não piorar. Ingrediente explosivo para embalar o forró, a MPB, o samba, a batida eletrônica.

No exterior, já colocaram a cidade entre os destinos do milênio, seus arredores entre as praias mais lindas do mundo e sua segunda-feira entre as mais quentes do planeta. Junte-se a isso a hospitalidade nordestina, o humor debochado dos cearenses e pronto. É só fazer as malas e pegar seu vôo charter! Quem vai resistir?

O incremento no número de vôos charters e regulares domésticos no aeroporto internacional Pinto Martins devem contribuir no aumento da demanda de infra-estrutura turística. Na alta temporada são contabilizados 31 vôos de origem internacional (entre regulares e charters) levando para Fortaleza turistas de Portugal, Suíça, Holanda, Finlândia, Guiana Francesa, Itália, Chile, Argentina e República Tcheca.

A cidade localiza-se no litoral do Estado, a uma altitude média de 21 metros, e é centro de um município de 313,8 km² de área e 2.416.920 habitantes.

Só em uma planilha da Secretaria de Turismo do Estado, existe a previsão de R$ 2,7 bilhões em investimentos privados para 2007.

Em dezembro e janeiro, meses de alta temporada, a cidade fica mais agitada. Faz sol e calor o ano inteiro, com temperatura média de 27ºC. Junho e julho atraem quase tantos turistas quanto o fim do ano.


Praias

Praia de Iracema - no centro da orla, a praia é formada por uma interessante formação rochosa e abriga uma arquitetura típica do início do século XX. Um destaque é a Ponte Metálica, famosa por seu pôr de sol.

Praia do Futuro - a mais badalada de Fortaleza, tem cerca de 07 km de extensão com águas claras, dunas e um corredor de barracas que fazem a festa de moradores e visitantes, com frutos do mar e bebidas típicas.

Beach Park - localizado na Praia do Futuro, ao lado do principal resort de Fortaleza, é considerado o maior parque aquático da América Latina, com diversas atrações para toda a família.

Praia de Iguape - um dos principais portos jangadeiros do Ceará, reúne diariamente no Centro de Rendeiras os bordados mais famosos do Estado.

Canoa Quebrada - conhecida no mundo todo, é uma das praias mais belas do Ceará, localizada à 156 km de Fortaleza. A praia é cercada por falésias que atuam como um mirante natural, e um mar de águas calmas e transparentes.

Praia do Cumbuco - a 37 km de Fortaleza, a praia é repleta de dunas intercaladas por lagoas formando uma paisagem encantadora. Cumbuco possui uma excelente estrutura turística e oferece diversos passeios, desde os passeios de jangada e de buggy, até o ski-bunda.

Lagoinha - antigo refúgio de piratas, hoje é uma colônia de pescadores, localizada em um mirante, de onde se aprecia uma exuberante paisagem de coqueiros, com areia branca na praia e avermelhada nas dunas.

Jericoacoara - a 300 km de Fortaleza, uma das praias mais paradisíacas do litoral brasileiro, jericoacoara abriga dunas móveis, mangues, coqueirais e uma mar de águas mornas e tranqüilas. É o ponto de partida para conhecer a Praia de Mangue Seco e a Pedra Furada, um dos cartões postais da região.

Praia das Fontes - cercada por falésias, onde podem ser encontradas diversas fontes de água doce.

Praia de Caponga - a praia traduz a harmonia da convivência entre nativos e turistas. É um dos maiores portos de jangada do litoral cearense e, embora seja muito procurada nos finais de semana, ainda guarda alguns trechos desertos.

Morro Branco - conhecida por seus trabalhos artesanais em recipientes de vidros, o local abriga um verdadeiro labirinto formado por dunas e falésias, de onde são extraídas diversas tonalidades de areia colorida.

Mundaú - é o encontro das águas do Rio Mundaú com o oceâno. O local apresenta um harmonioso cenário formado por dunas e águas cristalinas.


História

Segundo historiadores, as expedições dos espanhóis Vicente Pinzon e de Diogo Lepe desembarcaram nas costas cearenses antes da viagem de Cabral ao Brasil. A primeira, num cabo identificado como o da Ponta Grossa, no Município de Icapuí, e a segunda, na Barra do Ceará, em Fortaleza. Tais descobrimentos não puderam ser oficializados devido ao Tratado de Tordesilhas.

Fortaleza teve como semente o Forte de São Sebastião e a capela de Nossa Senhora do Amparo, erigidos por Martins Soares Moreno sobre as ruínas do Fortim de São Tiago de Nova Lisboa, fundado, anteriormente, por Pero Coelho de Souza. Em 1637, o Forte foi ocupado por uma expedição holandesa, que dominou o Ceará de 1640 a 1654.

A criação do município de Fortaleza se deu a 13 de abril de 1726, quando a povoação do Forte foi levada à condição de vila. Somente em 1823 o Imperador Dom Pedro I elevou a vila à categoria de cidade. Durante o Segundo Império, o Intendente Antônio Rodrigues Ferreira e o Arquiteto Adolfo Herster realizaram obras urbanísticas, transformando Fortaleza em uma das principais cidades do país.

Fortaleza Serviços (clique aqui )

Fortaleza Hotéis ( clique aqui )

Fontes : Ana Lucia Busch ( diretora-executiva da Folha Online ), Viabr, UOL Turismo e CVC

 



Amsterdam | Bahamas | Berlin | Délhi, Mumbai, Chennai and Bangalore | Destinos Românticos | Dubai | Fortaleza | Florianópolis | Jerusalem | I Ilha da Madeira | Londres | Los Angeles | Madrid | Mekong | Montreal | Moscou | Munique | New York | Nordeste | Paris | Rio de Janeiro | Salvador | São Petersburgo | Viena | Martinica