Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2010

Apontado pelos críticos como o grande festival do gênero no país, o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival chega à oitava edição. De 02 a 06 de junho, uma seleção dos melhores instrumentistas e intérpretes da atualidade se apresentará nos palcos montados na Cidade do Jazz & Blues, em Costazul, na Praia da Tartaruga e na Lagoa do Iriry.

Como sempre todos os shows serão gratuitos e ao ar livre, com todos tendo acesso às apresentações.

O 8º Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, além dos shows nos palcos de Costazul, Tartaruga e Lagoa do Iriry, trará nesse ano uma grande novidade. Será adicionado à programação um 4º palco na Praça de São Pedro. O novo palco se destinará a revelações e novos talentos do cenário do Blues e do Jazz nacional, dando oportunidades a mais e novos artistas do crescente cenário musical brasileiro. Essa novidade comprova a constante evolução e crescimento do festival como evento e espetáculo.

O 8 º Rio das Ostras Jazz & Blues Festival revela a sofisticação melódica do jazz e a força rítmica do blues. Serão cinco dias de shows, com apresentações a partir das 11:15 horas (Praça de São Pedro), 14:15 horas (Lagoa do Iriry), 17:15 horas (Tartaruga) e 20 horas (Costazul).

Atrações

Ron Carter Trio

Ron Carter, Jacky Terrasson Russel & Malone - NY Slick

Ron Carter, liderando um all-star trio com o pianista Mulgrew Miller e guitarrista Russell Malone é coisa de grandes músicos.

Ron Carter tem uma reputação no mundo da música inigualável. A sua elegância é um traço marcante. Toca com um virtuosismo impressionante como solista e acompanha qualquer músico ou grupo tocando com preciosismo, com os dedos da sua mão esquerda passeando pelo braço do baixo parecendo o caminhar de uma tarântula . Provavelmente é o baixista mais popular que existe. São mais de quarenta anos de dedicação a música , atuando por todo os EUA em discotecas e salas de concerto, junto a nomes como Eric Dolphy, Jaki Byard, e Wes Montgomery, excursionando pela Europa com Cannonball Adderley, participando do clássico quinteto de Miles Davis , juntamente com Herbie Hancock, Tony Williams, e Wayne Shorter.

Ron é um dos poucos baixistas que continuaram a tocar baixo acústico, quando muitos passaram ao baixo elétrico. Segundo ele “ uma escolha consciente, pois sentia a responsabilidade de apresentar uma alternativa viável para o som elétrico popular ".

Russel Malone, é um guitarrista essencialmente autodidata de jazz swing, atuando também no Bebop e gêneros contemporâneos do jazz. Malone apresenta uma gama completa de sons em seu violão, a partir de acompanhamentos que lembram o ritmo à sua alma, solos, por vezes, funky. Também suas baladas são de tirar o fôlego.

Mulgrew Miller , pianista , estabeleceu-se como um solista criativo, um compositor importante e uma grande força na cena do jazz atual. Possui a técnica de Oscar Peterson e um estilo influenciado por McCoy Tyner, Miller é indiscutivelmente um dos melhores da cena de jazz da atualidade.

Juntos possuem a precisão, a qualidade.de jazz de câmera e facilmente se prestam a contrabalançar suas qualidades de músicos individuais.

T.M. Stevens Project c/ Cindy Blackman, Delmar Brown e Blackbyrd Mc Knight

Blackbyrd McKnight - Maggot Brain

T.M. Stevens baixista, compositor e produtor fonográfico.

A lista de artistas com quem já tocou impressiona: James Brown, Joe Cocker, Tina Turner, Miles Davis, Steve Vai, Mahavishinu Orchestra, entre outros.

Com sua banda atualmente apresenta um tipo de heavy metal com funk, misturando percussão meio afro e raizes do reggae com o funk e melodias fortes .

Reuniu uma all star band da qual fazem parte a baterista Cindy Blackman (integrante da banda de Lenny Kravitz), Delmar Brown, (teclados) ex-integrante das bandas de Sting e da Orquestra de Gil Evans; e o lendário guitarrista Blackbyrd McKnight, que fez parte do Parliament/Funkadelic de George Clinton, tendo também trabalhado com Bootsy Collins, Miles Davis e Herbie Hancock & The Head Hunters, entre outros.

Sobre Cindy Blackman acrescentamos que é uma daquelas musicistas raras, que dominam vários estilos. Se destaca nos cenários jazísticos, pop e rock and roll. Um crítico americano disse a respeito dela: "Ela é fogo. Ela é energia. Ela é paixão. Ela é Cindy Blackman!”

Rod Piazza & The Mighty Flyers

Rod Piazza & The Mighty Flyers - Southern Lady

Rod Piazza é da linha de frente do blues no estilo da Califórnia.

Cantor, gaitista e band leader, tem no som de sua gaita a influência marcante de Little Walter e George "Harmonica" Smith, dois dos maiores gaitistas da história. No inicio de carreira participou da Dirty Blues Band nos anos 60. Posteriormente lançou em 1973 seu primeiro disco solo, estabelecendo-se com os Mighty Flyers, e sendo obrigatória nos principais festivais de blues ao redor do mundo.

Em suas dinâmicas apresentações com o The Might Flyers num estilo West Coast Blues, a presença de palco impressiona e não costumam deixar ninguém da platéia sentado. O estilo West Coast se baseia no drive do walking bass e nos upbeats jazzísticos da bateria, sobre os quais Rod desfila seus solos de gaita, proporcionando espetáculos recheados de energia e interação com a platéia.

Os destaques do grupo ficam por conta de sua esposa , a loura Honey Alexander, pianista, dona de uma performance invejável de palco, além de Henry Carvajal na guitarra e Dave Kida na bateria.

Michael ”Patches” Stewart

Michael 'Patches" Stewart - Bed Time Story

Michael “Patches” Stewart quando começa a tocar seu trumpete , imediatamente se percebe a grande influência de New Orleans , berço do jazz e terra onde nasceu . Lá também ainda no tempo da high scholl recebeu o apelido de “Patches”, devido a quantidade de remendos que tinham em suas calças jeans.

Cedo, começou a ganhar uma reputação em torno de New Orleans quando atendeu a um chamado para uma gravação com Allen Toussaint. Seria a primeira vez em um estúdio e acabou se tornando importante, ele estava na sessão de gravação do hit internacional de Labelle, Lady Marmalade.

Em pouco tempo começou a excursionar com outro gigante - Al Jarreau. Participou de gravações em estúdio e no palco com artistas como Quincy Jones, David Sanborn, Anita Baker, George Duke, Bonnie Raitt, e Rickie Lee Jones, além de fazer parte da super banda de Marcus Miller.

“ Patches” tem 3 CDs solo em sua carreira, sendo o último BLOW, altamente respeitado .

The Michael Landau Group

Michael Landau - Real Geary

Músico e compositor, Michael Landau nasceu e foi criado em Los Angeles. Cresceu com Beatles, Jimi Hendrix,Led Zeppelin e Cream. Seu avô arranjou e tocou com os irmãos Dorsey e Benny Goodman e no início da adolescência, Michael rapidamente tornou-se muito interessado em jazz e música jazz elétrico. Weather Report, Pat Martino e Jaco Pastorius foram algumas das suas obsessões cedo.

A partir desta mistura diversificada de influência, a sonoridade seu caminho começou a tomar forma. Seu grupo atual centra-se na improvisação e espontaneidade de shows ao vivo. "Eu vivo para aqueles momentos quando o som e a emoção tornam-se uma força monstruosa maior do que os próprios músicos individualmente." É considerado um dos maiores guitarristas de estúdio de todos os tempos e reconhecidamente um dos mais empolgantes guitarristas a pisar no palco nos dias de hoje.

Victor Bailey Band

Victor Bailey - Giant Steps Bass Solo

Victor Bailey , nasceu na Filadéfia em uma família de músicos , e começou a tocar bateria aos dez anos . Baixista de renome ele também é compositor, produtor e maestro.

Nos anos 60s, 70s, 80s, gravou musicas com grandes artistas do R & B, incluindo Patti Labelle, The Styllistics, Blue Magiccom entre outros, já tendo tocado em mais de mil discos, e já excursionou com artistas tão diversos como Joe Zawinul, Mary J. Blige e Madonna.

Desde o fim dos anos 70 é reconhecido como um dos maiores baixistas do mundo e teve reconhecimento internacional quando se juntou ao super grupo Weather Report , a fusão do jazz inovador . A Victor Bailey Band é formada por Victor Bailey (baixo elétrico), Poogie Bell (bateria), Peter Horvath (teclados) e Dean Brown (guitarra).

Stanley Jordan Trio c/ Armandinho Macêdo

Stanley Jordan' s Trio - Impressions

“Estar diante de um encontro mágico entre dois guitarristas únicos, é o que se pode dizer quando Stanley Jordan troca os primeiros acordes com Armandinho Macêdo”.

Stanley Jordan é um músico de jazz. Aclamado como um dos guitarristas que fizeram grandes contribuições técnicas e musicais para o instrumento. Sua carreira tem fatos tão pitorescos quanto sua técnica. Mesmo formado em teoria musical e composição da Universidade de Princeton, ele escolheu viver a experiência de músico de rua, tocando em Nova York, Filadélfia e várias cidades no Meio Oeste e no Sul do Estados Unidos . A opção, ao contrário de outros casos, deu-lhe notoriedade. Autodidata , Jordan se baseou no piano em seu estilo de tocar guitarra. E foi o pioneiro da técnica “2 hands”,que consiste em tocar as duas guitarras com linhas melódicas totalmente diferentes ao mesmo tempo.

Oferecendo uma síntese inteligente e sensível de estilos de jazz, “Magic Touch” como é conhecido tocou fundo o público em geral. Sua versão de "The Lady in My Life", de Michael Jackson, é considerada um padrão definitivo para o gênero conhecido como jazz contemporâneo. Na atual fase de sua carreira , que inclui o Brasil como roteiro obrigatório de turnês, Stanley Jordan tem feito as apresentações com uma banda formada por músicos brasileiros de alto nível como Ivan "Mamão" Conti na bateria, do grupo Azymuth, e o talentoso baixista mineiro Dudu Lima no baixo acústico, elétrico de 4, 5 e 6 cordas e fretless. Juntar a isso em participação especial Armandinho Macêdo na guitarra baiana e no seu estilo inconfundível de tocar bandolim.

Joey Calderazzo Quartet

Joey Calderazzo (Bob Berg Quartet) - Sometime Ago

Joey Calderazzo – nascido em New Rochelle,estado de NY , o pianista iniciou sua carreira muito cedo e já é vencedor de um Grammy na categoria de jazz contemporâneo.

Recebeu grande influência de Oscar Peterson, Chick Corea, Herbie Hancock e McCoy Tyner.

Desde os 22 anos na estrada, tocou com o saxofonista Michael Brecker, com quem gravou mais de 8 CDs além de ter participado de várias turnês mundiais, incluindo a tour "Michael Brecker All Star Band" ao lado de Pat Metheny, Dave Holland e Jack De Johnette.

Ele domina muito bem a técnica do instrumento com grande fluência e intensidade musical considerado um dos maiores solistas do jazz . É integrante ainda, da banda do saxofonista Branford Marsalis. O Joey Calderazzo Quartet é formado por Joey Calderazzo (piano) Aj Brown (baixo) Orlandus Perry III (bateria) e Brevan Hampden (percussão).

Glen David Andrews

Glen David Andrews - I'll Fly Away

Glen David Andrews, é um trombonista e cantor de 28 anos, da nova geração de músicos que nasceu em New Orleans e que faz questão de preservar sua herança musical. Seu estilo une o tradicional jazz de New Orleans com o funk das brass bands (bandas de metais) que deram origem ao jazz.

Definido como uma mistura de James Brown e Prince vem sendo apontado como um dos melhores cantores da cidade. Andrews e família tiveram que abandonar New Orleans após o furacão Katrina, indo para Houston onde se sentia “exilado”. No último New Orleans Jazz & Heritage Festival saltou do palco e anunciou :“ É o meu tempo. New Orleans nunca vai embora .”

André Christovam

Andre Christovam - Dance with Me

André Christovam traz na bagagem uma história de mais de 30 anos de estrada. Foram anos de estudos e muitas viagens tocando com diversas lendas do blues. Mas foi o guitarrista Hubert Sumlin quem o fez seguir o caminho do blues. Com doze anos de carreira musical, em 1988, André Christovam grava o álbum "Mandinga", seu primeiro disco pela gravadora Eldorado, e por suas letras em português, torna-se um marco da discografia do blues nacional.

Quando lança seu disco "A Touch of Glass", André Christovam apresenta suas composições em inglês e mostra-se um exímio "slide guitarist". Com bottleneck no dedo, realiza 70 shows em seis meses, culminando com apresentações deste trabalho nos Estados Unidos, no Tobbaco Road, em Miami, lotando a casa por duas noites. Menos de um ano depois, têm início as gravações de um álbum que foi um verdadeiro divisor de águas na história do blues no Brasil. André Christovam, B.B. Odon e a cozinha de Buddy Guy, composta por Jerry Porter (bateria) e J. W. Williams (baixo e vocal) registraram em 80 horas de gravação, o que viria a ser o terceiro disco de André Christovam, "The 2120 sessions".traz na bagagem uma história de mais de 30 anos de estrada.

Foram anos de estudos e muitas viagens tocando com diversas lendas do blues. Mas foi o guitarrista Hubert Sumlin quem o fez seguir o caminho do blues. Com doze anos de carreira musical, em 1988, André Christovam grava o álbum "Mandinga", seu primeiro disco pela gravadora Eldorado, e por suas letras em português, torna-se um marco da discografia do blues nacional.

Quando lança seu disco "A Touch of Glass", André Christovam apresenta suas composições em inglês e mostra-se um exímio "slide guitarist". Com bottleneck no dedo, realiza 70 shows em seis meses, culminando com apresentações deste trabalho nos Estados Unidos, no Tobbaco Road, em Miami, lotando a casa por duas noites. Menos de um ano depois, têm início as gravações de um álbum que foi um verdadeiro divisor de águas na história do blues no Brasil. André Christovam, B.B. Odon e a cozinha de Buddy Guy, composta por Jerry Porter (bateria) e J. W. Williams (baixo e vocal) registraram em 80 horas de gravação, o que viria a ser o terceiro disco de André Christovam, "The 2120 sessions".

Programação

DIA 2 de Junho (Quarta) - COSTAZUL 20h
Orquestra Kuarup -
Brazilian Blues Band -
André Christovam -


DIA 3 de junho (Quinta)
- IRIRY 14h15
André Christovam -

TARTARUGA 17h15
Joey Calderazzo Quartet -

COSTAZUL 20h
Plataforma C
Raul de Souza
The Michael Landau Group
Stanley Jordan Trio c/ Armandinho Macêdo

DIA 4 de Junho (Sexta) Concha Acústica da Praça São Pedro11h30
Helinho Cass/Sing Sing Blues

IRIRY 14h15
Rod Piazza & The Mighty Flyers

TARTARUGA 17h15 - Armandinho Macêdo e Banda c/ Stanley Jordan

COSTAZUL 20h
Ron Carter Trio c/ Russel Malone
e Mulgrew Miller
Joey Calderazzo Quartet
Michael “Patches” Stewart
Rio Jazz Big Band & Taryn

DIA 5 de Junho (Sábado) Concha Acústica da Praça São Pedro 11h30
Ângelo Nani Blues Player

IRIRY 14h15
The Michael Landau Group

TARTARUGA 17h15
Michael “Patches” Stewart

COSTAZUL 20h
Victor Bailey Band
Rod Piazza & The Mighty Flyers
T.M. Stevens Project c/ Cindy Blackman, Delmar Brown e Blackbyrd Mc Knight
Glen David Andrews Band

DIA 6 de Junho (Domingo) IRIRY 14h15
Victor Bailey Band -

TARTARUGA 17h15
T.M. Stevens Project c/ Cindy Blackman, Delmar Brown e Blackbyrd Mc Knight

 

 

Jazzy Estadao

Festivais de Jazz

Como acontece todos os anos, quando chega o verão no hemisfério norte os amantes de jazz sabem que é hora de começar a maratona de shows nos Estados Unidos e na Europa. A quantidade de shows é tanta, que a revista norte-americana especializada em jazz, a Downbeat, publicou na edição deste mês um guia com 160 festivais de jazz espalhados pela Europa e EUA.

Entre os festivais mais importantes estão os tradicionais norte-americanos de Rochester, Newport, Detroit, Nova Orleans e Monterey. No velho continente, o destaque fica para as atrações dos festivais de Montreux (Suíça), Umbria (Itália), North Sea (Holanda) e Jazzaldia (Espanha). Isso sem falar no insuperável festival de Montreal, no Canadá.

Várias estrelas vão invadir os palcos no hemisfério norte, entre eles Al Di Meola, Chris Botti, Luciana Souza, Jamie Cullum, Dave Brubeck, Claudio Roditi, Greyboy Allstars e Branford Marsalis.

 


Luciana Souza

 


Chris Botti

 


Branford Marsalis

 


Al DiMeola

 


The Greyboy Allstars played at Richard's on Richards March 26, 2008

 


Jamie Cullum

 


Musicians Dave Brubek, Michael Moore, Randy Jones, and Bobby Militello perform at the Apple Store Soho on July 21, 2009 in New York City.
(July 20, 2009 - Photo by Stephen Lovekin/Getty Images North America)

 


Claudio Roditi

 

Fontes: O Estado de S.Paulo; DISTINTIVO BLUE .blogspot.com; http://www.riodasostrasjazzeblues.com/joomla/index.php

Home
Links


Matérias: Matérias Antigas | Quando o Jazz é sagrado | Strokes lança primeira música em seis anos | Videos Criativos 2011 | BMW Jazz Festival | Fitas cassete resistem | Lotus - Santana | Virada Cultural 2011 | Gismontipascoal | Tom na Visão de Nelson | Nas Paredes da Pedra Encantada | A Trilogia Sagrada | Reinauguração do Teatro Municipal de São Paulo | Pitchfork Music Festival 2011 | O Adeus à Diva | Philip Glass: uma assinatura própria | Rock in Rio 2011 | SWU | Lista Eldorado 2011 | Kisses on The Bottom | Oscar 2012 | Festival da Cores | Novo Documentário dos Stones | The | The Band: O Ùltimo Concerto de Rock | The Singer - Liza Minnelli | Psicodalia por ordem cronológica

Destaques: A volta do Queen | Babyshambles | Cantoras Brasileiras | Cena Eletronica | Clocks | Corinne Bailey | Dig Out Your Soul | Escola do Pop Rock | Horace Silver | Im Takt der Zeit | Keane | Jamie Cullum | John Legend | Julliete & The Licks | Kantata Takwa | Led Zeppelin | Madeleine Peyroux | Michael Jackson - Thriller 25 | Little Boots | Miriam Makeba | Mostra de Arte / Casais | Musicians and Machines | Nara e Fernanda | Nonsense | Oscar Peterson | Paul McCartney | Piaf - Um hino ao amor | Prokofiev | Regentes | Rotciv | Stay | Studio 54 | Yo-Yo Ma | The Heist Series | The Verve - Forth | Vanessa da Mata | Demis Roussos & Aphrodite's Child | Tommy avec The Who | Villa Lobos, Brisa Vesperal