Poderia ser mais um álbum de releitura de carreira, mas o fato é que o grupo inglês, Simply Red, se valeu de outras razões para o lançar seu mais novo trabalho, Simplified. Na voz do emblemático vocalista ruivo, Mick Hucknall, o tom do disco está mais profundo e grave, respeitando os anos de estrada da banda.

Conforme o próprio Hucknall disse em depoimento para a o jornal O Globo, o sentimento que vigora no trabalho não é o de nostalgia, mas de aproveitar o momento atual: “Eu queria registrar algumas dessas canções do jeito que a minha voz está hoje, 20 anos depois de minha estréia”, explica o músico.

O disco começou a ser feito em formato acústico, porém a idéia original foi perdendo cada vez mais espaço. Mick contou que o grupo começou a achar que canções acústicas soariam entediantes e que eles cairíam na manjada fórmula de grandes sucessos à venda na embalagem "desplugada". O resultado: gravaram 25 canções, sendo que 12 delas entraram nesse álbum e soam como um tributo aos ritmos de Cuba, ao jazz latino. As outras 13 vão sair em outro disco. ano que vem, Unplified, este mais pesado e mais próximo das características do conjunto.

A inspiração para o novo e a liberdade sempre demonstrada na interpretação de grandes canções de outros compositores é um desafio que, para ele se traduz em como fazer com que tenham o som do Simply Red, e como interpretá-las á sua maneira - são alguns dos traços que destacam seu trabalho. Tudo isso, inconfundivelmente regido por uma voz ás vezes suave e disciplinada, outras vezes firme e transcendente.