"Get Up With It" é o último álbum de estúdio do mestre antes de seu retiro que durou até 1981. Gravado ao lado de estrelas do jazz como Herbie Hancock, Keith Jarrett, John McLaughlin, Dave Liebman, Steve Grossman, Pete Cosey, Billy Cobham, e Al Foster, o álbum traz duas das composições mais importantes de Davis: "He Loved Him Madly" dedicada a Duke Ellington, com mais de 30 minutos de música e "Rated X", que liga a sonoridade do jazz à batida do hip-hop, mesmo antes deste segundo existir. Outro destaque vai para "Calypso Frelimo", onde Miles abusa de sua técnica e criatividade ao trumpete.

Nos anos 80 uma nova influência é somada ao jazz. Mais uma vez cabe a Miles Davis ser o precursor. Com o lançamento do disco ''Doo-bop", Davis criou o que mais tarde foi chamado de acid jazz. A mistura de jazz, rap e dance é hoje um estilo que “ajuda” o jazz a se renovar.