Casa cheia. Menescal levou o baiano para o quarto dos fundos. Violão examinado e devidamente afinado, João começou a cantar "Hô–ba-la-la", de sua autoria. Uma espécie de beguine, musica caribenha. Menescal não entendeu nada da letra. Mas quem se importava com letra ? João Gilberto não parecia cantar. Dizia as letras, num sussurro, mal abrindo os lábios. E repetiu o estranhíssimo "Ho-ba-la-la" cinco ou seis vezes, cada uma de maneira diferente, mas com a mesma batida.

Fascinado, Menescal resolveu "mostrar sua descoberta" aos amigos. E saiu com o baiano a tiracolo. Começou pelo apartamento de Ronaldo Bôscoli, na rua Otaviano Hudson, onde João Gilberto cantou "Ho-ba-la-la" muitas vezes. E cantou outra canção muito estranha, chamada "Bim-Bom".


João Gilberto no Rio na década de 50, em Ipanema