Donna Summer no Brasil

Donna Summer, ganhadora de cinco Grammys e detentora do título de "Rainha da Disco", sobe aos palcos do Citibank Hall/RJ, dia 9 de novembro, e do Credicard Hall, dias 10 e 12 de novembro para apresentar o show da turnê "Crayons". A cantora, conhecida por grandes hits, como "Hot Stuff", "Love to Love You Baby", "Last Dance" e "I Feel Love", tem 36 anos de carreira e já vendeu mais de 130 milhões de discos ao redor do mundo.

Em sua visita ao Brasil, Summer promete agitar as casas com seus maiores sucessos, além de mostrar músicas novas de seu último disco, "Crayons" (Sony BMG - lançado em maio de 2008), que conta com a participação do reggaeman Ziggy Marley na faixa título do trabalho. O material marca o retorno de uma das cantoras mais importantes do mundo pop, que estava há 17 anos sem lançar um álbum inédito - o último, "Mistaken Identity", foi lançado em 1991.

Hot Stuff - Donna Summer

Fame (The Game) - Donna Summer

Além da disco music, que consagrou a cantora como ícone dos anos 70 e 80, Summer também se aventurou, com sucesso, por outras vertentes da música e lançou hits em ritmos como R&B, Rock e New Age. Também estrelou no cinema, com o filme "Até que Enfim é Sexta", onde também ganhou o Oscar de Melhor Trilha Original com a música "Last Dance".

O single "Stamp Your Feet" chegou ao primeiro lugar das paradas dance da Billboard no verão de 2008 dos EUA. Esse foi o 14º sucesso de Summer a alcançar esse posto, logo após do hit "I'm a Fire", também ter ocupado esse lugar apenas algumas semanas antes. Além do sucesso com seus hits originais, Summer nunca saiu das paradas graças aos muitos remixes e versões de suas músicas lançados através dos anos e tocados em discotecas ao redor do mundo.

Crayons

Lançado pela Sony BMG, o disco tem co-autoria de Donna Summer. A faixa principal, "Stamp Your Feet", conta com a participação dos compositores Greg Kurstin, também conhecido por seus trabalhos com Lilly Allen, Kylie Minogue e Pink, e Danielle Brisebois, que já trabalhou com Natasha Bedingfield, New Radicals e Kelly Clarkson.

A faixa título de Crayons também tem a participação de Kurstin e Brisebois. Summer acredita que a música sintetiza a alma do disco e completa: "Toda música do álbum é uma cor diferente. Como também sou uma artista visual, o título da canção (e do disco) conecta uma série de desfechos da minha vida que estavam soltos. Crayons se escreveu sozinha, praticamente".

Summer também é co-autora das faixas "The Queen is Back" e "Mr. Music", onde Jonathan "JR" Rotem e Evan Bogart, famosos por já terem trabalhado com Rihanna, têm participação.

Crayons tem grandes participações de personalidades do "backstage da música", que já trabalharam com Fergie, Il Divo, Westlife, Santana e Shakira. Com Donna Summer na dianteira e tantos nomes de peso na co-criação, o disco promete ser um dos maiores na carreira da artista e já está mostrando isso (emplacando 2 sucessos no primeiro lugar das paradas Disco da Billboard nos EUA).

Trajetória

Donna Gaines, nascida à véspera do ano novo em 1948, começou a carreira cantando em corais de igreja em Boston. Aos 18 anos foi para a Alemanha participar da montagem do musical "Hair". Em férias na Suíça, conheceu o austríaco Helmut Sommer, com quem ficou casada por dois anos e herdou o nome, intitulando-se Donna Summer.

Summer é aclamada como a "Rainha da Disco" pela geração da música pop dos anos 70 e tornou-se uma das cantoras e compositoras mais importantes do mundo. A carreira, com cinco Grammys no currículo, abrange uma gama de gêneros musicais que vão do R&B e rock ao experimental e dance. A Diva desenvolveu o interesse pela música bem cedo e, com oito anos de idade, Summer já cantava em corais de igreja e da cidade. Enquanto estava na Alemanha, ela também estrelou em papeis de grandes espetáculos, além de "Hair": "Showboat", "Godspell" e "Porgy and Bess", são alguns deles. Lá, ela também conheceu os produtores Giorgio Moroder e Pete Bellotte, responsáveis pelo primeiro single da cantora, "Hostage" - que se tornou um hit na Holanda, França e Bélgica.

Em 1975, Moroder e Bellotte produziram o sucesso internacional, "Love to Love You Baby", que subiu à segunda posição das 100 músicas mais quentes da Billboard e alavancou o triunfante retorno de Summer aos EUA como uma das figuras-chave do novo gênero musical, a disco. "Love to Love You Baby" abriu caminho para ganhadores do prêmio Grammy, como "Bad Girls" e "Hot Stuff", assim como o vencedor do Oscar "Last Dance" - por melhor canção original-, tema do filme "Até que Enfim é Sexta", que ainda é um momento iluminado na carreira de Summer.

Em 1980, Summer se tornou a primeira artista a assinar com o novo selo de David Geffen, o Geffen Records, deixando seus dias na disco para trás e entrando em uma nova fase de sua carreira, com o álbum "The Wanderer". Nos anos seguintes, Summer trabalhou com escritores e produtores renomados, como Quincy Jones, Michael Omartian e os ingleses Stock Aitkan & Waterman, produzindo um hit atrás do outro, desde "State of Independence" e "She Works Hard For The Money" até "I Feel Love", considerado pioneiro na música eletrônica por sua batida revolucionária.

Em 1994, lançou "Endless Summer", uma retrospectiva de grandes sucessos contendo a canção "Melody of Love", que chegou ao topo da parada da Billboard como primeiro disco de dance do ano. Ela também lançou o álbum, muito aclamado pela crítica, "Christmas Spirit", uma coleção de canções de Donna Summer e músicas temáticas gravadas com a orquestra sinfônica de Nashville. Summer passou os anos 90 em turnê contínua, sempre se apresentando em espetáculos com ingressos esgotados. Em 1997, quando o prêmio "Melhor Gravação de Dance" foi criado na cerimônia do Grammy, Donna Summer foi a primeira vencedora da categoria com "Carry on", somando assim sua quinta vitória na premiação.

Em 1999, Sony/Epic Records lançou o "VH1 Presents Donna Summer: Live & More - Encore!", disco e DVD com a aclamada transmissão da VH1 do show feito no "Hammerstein Ballroom", em Nova Iorque. O show foi mostrado pela VH1 como uma das performances mais assistidas da época e teve a apresentação de dez dos dez maiores sucessos de Summer, além de três novas canções.

Summer ganhou cinco Grammys, três discos de Platina consecutivos (ela é o único artista, homem ou mulher, que já conquistou esse feito até hoje), 11 discos de Ouro, quatro singles que chegaram ao primeiro lugar das paradas, dois singles de Platina, e 12 singles de Ouro. Além disso, Donna Summer é uma artista visual que já teve trabalhos expostos em exibições e galerias dos EUA e Japão em uma ação especial patrocinada por Steven Spielberg.

Em 2003, Random House publicou o primeiro livro da artista, "Ordinary Girl", com co-autoria de Marc Eliot. Nesse ano também, a Universal lançou "The Journey", contendo todos os hits de Summer, além de três novas músicas. Donna Summer é uma artista e letrista reconhecida, tem um calibre de voz apenas superado por seu talento diversificado na música e em outros gêneros artísticos.

 

Principais álbuns
1974 Lady of the Night
1975 Love to Love You Baby
1976 Love Trilogy
1976 Four Seasons of Love
1977 I Remember Yesterday
1977 Once Upon a Time
1978 Live and More
1979 Bad Girls
1980 The Wanderer
1982 Donna Summer
1983 She Works Hard for the Money
1984 Cats Without Claws
1987 All Systems Go
1989 Another Place and Time
1991 Mistaken Identity
1994 Christmas Spirit
1996 I'm a Rainbow
1999 Live and More... Encore
2008 Crayons


Compilações
1978 Greatest Hits
1979 Greatest Hits on the Radio Vol. I & II
1980 Walk Away: Collector´s Edition
1885 The Summer Collection
1987 The Dance Collection
1990 The Best of Donna Summer
1993 The Donna Summer Anthology
1994 Endless Summer
1998 Greatest Hits
2003 The Journey: The Very Best of Donna Summer
2005 Gold


Fontes: http://www.guiadasemana.com.br/Rio_de_Janeiro/Shows/Evento/Donna_Summer.aspx?id=57693

http://www.backstagegallery.com/photos/TW/3540/Donna-Summer-pictures-1976-TW-3540-020-l.jpg



Links

Agenda

Em cartaz Cinema

Em cartaz Teatro

Matérias: Live Earth | Disco Classics | Earth, Wind & Fire | Os Fofos Encenam | Laços do Olhar | Rock in Rio | Kool ang Gang | Lenda do Jazz no Brasil | Elizabeth Jobim - Endless Lines | Diana Krall no Brasil | Shows Novembro | Chaka Khan e Branford Marsalis | Gagaku, Bugaku e Shomyo | Cantata no Jockey | Shows 2009 | Madonna no Brasil | Maysa | Elton John | Grammy 2009 | Brit Awards | Simply Red no Brasil | Paul e Michael com ingressos esgotados | Radiohead | Prêmio internacional de fotografia: Sony World Photography | Hot List | A procura de um olhar | Burt Bacharach | Shows Abril 2009 | Virada Cultural 2009 | Oasis no Brasil | Terminator Salvation | FAM 2009 | Iggy Pop lança Preliminaries | Grande Álbuns - Michael Jackson | Festival de Inverno de Campos do Jordão 2009 | Shows 2º Semestre 2009 | Grandes Álbuns II | Dinossauros da música eletrônica ressurgem em 2009 | Festival de Cinema Veneza 2009 | Álbuns Clássicos do Jazz | Flashback Mr Groove | Festival Planeta Terra | Donna Summer | Grammy 2010 | Programação Verão 2010 | Brit Awards 2010 | Oscar 2010 | Valleys of Neptune | Albuns - Lançamentos 2009 / 2010 | Nelly Furtado no Brasil | Documentário Loki | Matérias Novas

Destaques: A volta do Queen | Babyshambles | Cantoras Brasileiras | Cena Eletronica | Clocks | Corinne Bailey | Dig Out Your Soul | Escola do Pop Rock | Horace Silver | Im Takt der Zeit | Keane | Jamie Cullum | John Legend | Julliete & The Licks | Kantata Takwa | Led Zeppelin | Madeleine Peyroux | Michael Jackson - Thriller 25 | Little Boots | Miriam Makeba | Mostra de Arte / Casais | Musicians and Machines | Nara e Fernanda | Nonsense | Oscar Peterson | Paul McCartney | Piaf - Um hino ao amor | Prokofiev | Regentes | Rotciv | Stay | Studio 54 | Yo-Yo Ma | The Heist Series | The Verve - Forth | Vanessa da Mata | Demis Roussos & Aphrodite's Child | Tommy avec The Who | Villa Lobos, Brisa Vesperal

Voltar para página inicial